"O BOM DA PAIXÃO
É QUE É RENOVÁVEL"
.
*artesãdaspalavras*

"Aqui estão registrados meus melhores e meus piores momentos. Minhas mais lúcidas e mais loucas inspirações. Ao escrevê-las, percorri sentidos e emoções.Tentei descrever com palavras os sentimentos mais contraditórios.
Se consegui? Não sei.
Mas valeu a tentativa."
.
IzilGallu

17 de março de 2010

HOJE





















Hoje mais do que nunca
preciso do seu amor
Preciso desesperadamente
ouvir palavras macias,
delicadas que soam como música
Preciso de você, de suas mãos
acariciando-me, de seus beijos
de seu perfume que me faz
imaginar estar no paraíso
Preciso e você não me escuta,
você não está ao meu alcance
Justamente hoje, justamente agora
você resolveu me ignorar
Porque amor?
Porque a vida é tão cheia de contradições
Entenda-me e atenda-me, por favor,
venha ao meu encontro
venha ressuscitar-me

.
izilgallu

6 comentários:

Srtª Bêêh disse...

E quanto mais preciso de você, mais longe permaneces de mim... Por que és tão cruel? Talvez esta crueldade seja necessária...
Maravilhoso izil! Você disse tudo o que estava aqui dentro de mim. *-*

ハリソン disse...

you knowマンベアピグ?
it's manbearpig!!

Nanda Assis disse...

seus poemas ate doem em meu coração, pq são muito a minha realidade.

bjosss...

-=||W.Andrew||=- disse...

Coisa dificil...esses caminhos...
Olha parabens pelo blog lindo...belas fotos...gostei muito.
qdo puderes dê uma visitada no meu.

http://wllsandrew.blogspot.com

LOBO DO MAR disse...

Resposta para uma fêmea faminta...
(by jan)

Moram em mim, também,
Mais demônios do que deuses,
Principalmente quando leio alguém
Como só tu sabes ser, fêmea faminta
De amor e de prazer, porém,
Mantendo-te escondida, não mintas!
Por que te escondes assim
Sem querer conhecer ninguém?
Vem, vem pra mim!
Tens tanto amor para dar
Onde escondeste a coragem?
Sobe em mim, vem me amar,
Sente, do meu amor, toda a voragem,
Pára, pra sempre, de te podar!
Quero te dar amor e não dor
Fazer-te, até pelos poros, gozar!
Sai desse casulo e vem fazer amor,
Conhecer a fera que tanto desejas.
Vem comigo, vem pecar!
Dar-te-ei todo o amor que esperas
E temor e rumor, se ainda quiseres.
Mas prometo, jamais te darei dor!
Contudo, para isso, é preciso
Que esqueças, por favor,
Que todo poeta é um “fingidor”!
Aquela Pessoa que te disse isso
Foi o Fernando aquele gozador
E o que é pior, todo mundo sabe disso,
Naquele momento, ele não era o poeta
Era, apenas, um pobre homem submisso,
Como todo homem é,
Aos prazeres da mulher...

LOBO DO MAR disse...

Resposta para uma fêmea faminta...
(by jan)

Moram em mim, também,
Mais demônios do que deuses,
Principalmente quando leio alguém
Como só tu sabes ser, fêmea faminta
De amor e de prazer, porém,
Mantendo-te escondida, não mintas!
Por que te escondes assim
Sem querer conhecer ninguém?
Vem, vem pra mim!
Tens tanto amor para dar
Onde escondeste a coragem?
Sobe em mim, vem me amar,
Sente, do meu amor, toda a voragem,
Pára, pra sempre, de te podar!
Quero te dar amor e não dor
Fazer-te, até pelos poros, gozar!
Sai desse casulo e vem fazer amor,
Conhecer a fera que tanto desejas.
Vem comigo, vem pecar!
Dar-te-ei todo o amor que esperas
E temor e rumor, se ainda quiseres.
Mas prometo, jamais te darei dor!
Contudo, para isso, é preciso
Que esqueças, por favor,
Que todo poeta é um “fingidor”!
Aquela Pessoa que te disse isso
Foi o Fernando aquele gozador
E o que é pior, todo mundo sabe disso,
Naquele momento, ele não era o poeta
Era, apenas, um pobre homem submisso,
Como todo homem é,
Aos prazeres da mulher...